Antes de tudo, uma definição de amizade. Segundo o dicionário Priberam: “Sentimento de afeição e simpatia recíprocas entre dois ou mais entes”.

Ao observamos esta definição, vimos que ela é uma definição genérica sobre amizade. Em nenhum dicionário vamos encontrar amizade tratada por categoria, crença, nível e etc…

Mas eu, classifico a amizade em dois níveis: Amizade comum e Amizade íntima.

Jesus tinha os dois tipos de amizade. Vimos que, em alguns casos Jesus tinha uma amizade mais íntima, como no caso do seu discípulo João, onde em João 13:23 encontramos a seguinte passagem: “Ora, um de seus discípulos, aquele a quem Jesus amava, estava reclinado no seio de Jesus”; e também em outro caso, dos seus amigos Marta, Maria e Lázaro, onde em João 11:5 encontramos a seguinte passagem: “Ora, Jesus amava a Marta, e a sua irmã, e a Lázaro”.

Mas André, como Jesus sendo o salvador de Israel, o salvador do mundo, tinha um relacionamento mais íntimo com apenas um de seus discípulos e três amigos? A resposta é simples: Comunhão e fidelidade.

Com certeza, João era aquele discípulo que sempre estava junto e disposto a fazer tudo o que o mestre lhe pedia e precisa, estava sempre pronto para uma batalha e era fiel ao mestre. A cada dia que passava, Jesus observava a fidelidade de João e seu relacionamento com ele aumentava. Assim também acontece conosco. Quando conhecemos uma pessoa, a primeira vista, ficamos desconfiados e receosos, mas com o passar do tempo começamos a ter confiança na tal pessoa e construímos uma amizade verdadeira.

Com seus amigos, Marta, Maria e Lázaro era a mesma coisa. Encontramos na bíblia 3 passagens em que Jesus estava com eles. A primeira foi em Lucas 10:41, onde encontramos Maria que estava aos pés de Jesus ouvindo-o, e sua irmã Marta reclamando que Maria não estava a ajudando-a com as tarefas da casa. A segunda foi na ressurreição de Lázaro em João 11. E a última encontramos em João 12:3, onde vimos Maria tomando um arrátel de unguento de nardo puro, de muito preço, e ungindo os pés de Jesus, preparando-lhe para o sepultamento (João 12:7).

Mas Jesus também tinha amigos comuns. Um grande exemplo encontramos em Mateus 26:50, onde Jesus se refere a Judas, aquele que o traiu, como um amigo: “Amigo, a que vieste?”. Bom, este amigo lhe entregou pelo preço de 30 moedas de prata para os príncipes dos sacerdotes, onde estes, com testemunhos falsos o crucificaram.

Aqui eu aprendo, que podemos ter e escolher nossos amigos comuns e íntimos. Jesus escolheu os seus. Porém, devemos escolher bem. Em 2ª Timóteo 2:1-5, o apóstolo Paulo nos adverte que devemos nos afastar de alguns tipos de pessoas; Em Tiago 4:4, encontramos “..não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus”; Em 1ª João 2:15-16 encontramos: “Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo”.

Então, a Bíblia nos relata que devemos ter muito cuidado com as amizades, independente se este(a) for Evangélica ou não. Em todos os lugares existem pessoas com boas e más intenções.

É claro que podemos ter bons amigos não evangélicos nas instituições de ensino, na nossa vizinhança, no trabalho, e sendo nós Cristãos, devemos dar bons exemplos para os tais, bom testemunho e também proclamar o evangelho.

Mas devemos ter o cuidado para o mundo não nos influenciar, mas nós influenciarmos ao mundo. Como Jesus sempre fazia, influenciava as pessoas com o poder do evangelho por onde passava.

Pessoalmente, creio que amizade íntima, devemos ter com aquela pessoa que mais combinamos, pensamentos, ideologias, crenças e etc. Mas cada um tem sua opinião.

Agora, existem um 3º tipo de amizade, que só devemos ter com uma pessoa, Jesus Cristo. Ele é nosso fiel amigo. Ele é o caminho para Deus, a verdade e a vida. Em provérbios 18:24 encontramos “O homem de muitos amigos deve mostrar-se amigável, mas há um amigo mais chegado do que um irmão”, e este irmão encontramos em Romanos 8:29, Jesus Cristo, nosso irmão.

Mas lembre-se, Jesus disse em João 15:12: “O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei.”. Amar é uma coisa, ter amizade é outra coisa.

André Demétrio.